Américas

Galápagos – Las Grietas

IMG_2332

Las Grietas

Sem dúvida uma das mais belas atrações de todo arquipélago de Galápagos, Las Grietas é formada por dois grandes paredões de rochas vulcânicas atravessadas por um braço d’água incrivelmente cristalino. Este canal apresenta uma ligação entre água doce da ilha e água do mar, o que torna sua água salobra pela mistura dessas duas fontes.

Uma das grandes vantagens de Las Grietas é poder ir sem ter que comprar nenhum pacote ou contratar guia. Há, claro, quem opte por estas comodidades, mas na minha avaliação é um gasto desnecessário. Segue um roteiro de como aproveitar bem o passeio sem torrar muitas verdinhas.

IMG_2329

Placa informativa sobre Las Grietas

Para ir a Las Grietas é preciso pegar o taxi marinho no porto em Puerto Ayora, no valor de 80 centavos de dólar por pessoa. Esse taxi deixa num outro ponto da ilha, a uns cinco minutos de distância (ou menos).

IMG_2320

Trilha para Las Grietas

Na sequência há uma trilha que leva até a Praia dos Alemães, com uns 10 minutos de caminhada. É uma bela praia no meio do caminho, mas não se detenha nela. Vale mais a pena seguir por mais uns 15 minutos e chegar até Las Grietas, o verdadeiro destino do passeio. Acreditem, a qualquer minuto pode chegar uma excursão cheia de turistas e crianças capazes de transformar um pedaço do paraíso na mais autêntica farofa tropical.

IMG_2326

 Os locais de sombra são muito poucos. Garrafinha d’água sempre à mão!

Todo o caminho é bem sinalizado sobre onde entrar e, principalmente, sobre onde NÃO entrar (as propriedades particulares deixam clara a situação pra quem passa pelas suas entradas). Não é uma trilha que exige muito esforço, mas também na em quase nenhuma sombra. Então leve sempre chapéu (ou boné), protetor solar, um calçado confortável e água. Muita água! Tem até um boteco no meio do caminho, onde é possível comprar algum salgado pra comer e uma cerveja bem gelada. Mas isso é raridade nas ilhas quando se vai a alguma atração. Não conte com ele e leve sempre com você esses itens de primeira necessidade.

IMG_2376

Tinha um cacto feliz no meio do caminho

Las Grietas é um lugar maravilhoso e vale a pena ir cedo pra pegar o local com menos gente e com boa incidência dos raios solares. A água é cristalina e dá pra ver o fundo direitinho, ainda mais quando bate sol. (Não se esqueça, lá é literalmente uma greta, e não passa sol por ela o dia inteiro). Lugar perfeito pra levar viseira e snorkel e abusar do mergulho.  A água é fria mas o corpo se acostuma bem rápido.

IMG_2338

Gordinho tentando estragar a foto

Depois de mergulhar nas águas de Las Grietas, entes de ir embora, há ainda uma opção da qual li pouco a respeito na internet. Quase chegando no local há uma pequena entrada à esquerda que leva para um mirante tanto da ilha quando da própria greta. Lugar excelente para tirar as melhores fotos do passeio e ver uns nativos malucos pulando na água de grandes alturas.

IMG_2388 Praia dos Alemães

No caminho vê volta, vale a pena dar uma parada na Praia dos Alemães. Águas cristalinas, super calmas e rasas, ótimas pra relaxar (especialmente se você se cansou das caminhadas). Cuidado apenas com os locais de nidação de iguanas, que estão fartamente sinalizados. Preservação é a ideia presente em todos os locais do arquipélago.

No fim das contas, tenha reservados os 80 centavos do taxi marinho da volta ao porto de  Puerto Ayora.

IMG_2695

Paisagem no retorno ao porto de Puerto Ayora

Resumindo o essencial:

– levar o kit básico de qualquer bom passeio em galápagos: chapéu (ou boné), protetor solar, calçado confortável e água;

– chegar bem cedo ajuda a pegar a água mais bonite e com menos chance de farofada;

– levar snorker e viseira para mergulho;

– passar pelos mirantes e tirar lindas fotos;

– conferir a Praia dos Alemães no caminho de volta.

Até a próxma!

Deixe uma resposta